Perguntas Frequentes - FAQ

A “nuvem” é como chamamos um ou mais servidores de alta capacidade que armazenam dados e aplicações que ficam acessíveis por meio de alguma rede, usualmente, a internet.

No caso do certificado, são gerados e armazenados códigos de acesso individual para cada um dos usuários certificados. O certificado em nuvem fica disponível para todos os dispositivos com conexão à internet, a qualquer hora do dia.

              Você poderá acessar seu certificado digital de onde estiver. Não é necessário carregar tokens, cartões ou acessórios adicionais, basta usar seu celular, computador ou notebook, assegurando assim, mobilidade e praticidade.

Profissionais médicos que cumprirem todos os requisitos abaixo.

  • Médicos regularmente inscritos e adimplentes junto ao seu Conselho Regional;
  • Possuir CIM – Cédula de Identidade Médica em policarbonato;
  • Médicos que não tenham recebido certificado gratuito anteriormente dentro da vigência de doze meses;
  • Possuir dados biométricos compatíveis para a emissão de certificado digital ICP-Brasil.

Sim. O ITI, por meio do Processo n° 00100.002118/2021-87 em 05/10/2021, deferiu o pedido de habilitação do Módulo Eletrônico da AR CFM para emissão de Certificado Digital ICP-Brasil. 

Uma Autoridade de Registro (AR) é responsável por conferir e validar todos os dados e documentos de quem precisa emitir ou renovar um Certificado Digital para, em seguida, solicitar a uma empresa certificadora a sua emissão.

Desta forma, o Conselho Federal de Medicina segue as exigências técnicas e legais do órgão regulador nacional, o ITI Brasil – Instituto Nacional de Tecnologia da Informação.

O médico tem duas opções: comparecer em seu Conselho Regional, no qual ele está inscrito ou solicitá-lo pela internet, por meio do Hot Site do Certificado Digital (certificadodigital.cfm.org.br)ou CRM Virtual – Portal de Serviços online dos CRMs – https://portalservicos.cfm.org.br. Em quaisquer dos casos, receberá as orientações de como proceder com a instalação passo-a-passo, por e-mail.

Quando a solicitação for realizada pela internet, caso haja alguma pendência que impeça a emissão do certificado, o médico deverá comparecer ao Conselho no qual está inscrito, o CRM Virtual apresentará as orientações sobre como proceder, de acordo com a(s) pendência(s).

              Ao médico recém-formado, recomenda-se procurar o respectivo conselho regional para a coleta dos dados biométricos que servirão tanto para a emissão de sua CIM (Carteira de Identidade Médica) quanto para a emissão de seu certificado digital.

              O médico que já possui carteira em policarbonato com chip, pode solicitar o certificado pelo CRM Virtual ou em seu CRM utilizando um documento com foto, como a CNH ou a Identidade Médica.

              Os médicos que ainda possuam sua Cédula de Identidade Médica (CIM) em papel moeda, deverão procurar seu Conselho Regional para emitir- (em cartão policarbonato com chip e para coletar as digitais. Neste momento seus dados biográficos e biométricos serão atualizados e o certificado pode ser solicitado.

Os médicos podem contar com uma equipe especializada disponível pelos telefones 3004-3454 de segunda à sexta-feira das 7:00h às 23:59h e nos sábados, domingos e feriados, das 9:00h às 22:00h.

Seu Conselho Regional de Medicina (CRM) irá informá-lo se seus dados estão válidos e atualizados. Caso não estejam, o médico será orientado a agendar um atendimento para realizar a captura de dados biométricos e para emissão do seu Certificado Digital.

O direito de uso é de um ano renovável por cinco anos.

 Sim, caso os dados cadastrais não estejam atualizados. Procure o Conselho de sua região para obtê-la,   e atualize os seus dados e solicite no mesmo momento o certificado digital em nuvem.

Selecionar a opção “esqueci a senha” e seguir as orientações do app que por meio do reconhecimento biométrico da face, vai permitir recadastrar a senha. Há um vídeo explicativo em https://www.youtube.com/watch?v=fAbIxYa3mo0 .

Em caso de dificuldade procure o SAC da VALID nos telefones (11)3004-3454 para capitais e regiões metropolitanas ou 0800 725 4565 para as demais localidades.

Neste caso, basta acessar novamente o e-mail que solicita o cadastro de senha e criar uma nova, assim será possível seguir com a emissão.

Podem ter ocorrido duas situações:

  1. A autorização da emissão do certificado ainda não foi feita pelo Agente de Registro (profissional que faz a conferência dos documentos) do CRM. Neste caso, deve-se entrar em contato com seu Conselho regional; ou
  2. o e-mail foi enviado, mas caiu em sua caixa de SPAM.  Neste caso, basta recuperá-lo, verificar seu conteúdo e seguir com a orientação nele contida.

Contudo, caso não se enquadre em nenhuma das situações citadas, entre em contato com a Central de Atendimento da Autoridade Certificadora VALID pelos telefones 3004 -6363 de segunda à sexta-feira das 7:00 às 23:59 e nos sábados, domingos e feriados, das 9:00 às 22:00.

Por meio do Hot Site do Certificado Digital (certificadodigital.cfm.org.br)ou do CRM Virtual – Portal de serviços (https://crmvirtual.cfm.org.br/).

Acesse o CRM VIRTUAL

  1. Se já for CADASTRADO
  2. Informe o seu CPF ou n.º do CRM;
  3. Informe a UF;
  4. Coloque a senha;
  1. Se for seu PRIMEIRO ACESSO
  2. Informe o seu CRM. O sistema disponibilizará uma tela de confirmação.
  3. Digite seu CPF
  4. Digite o primeiro nome de sua mãe
  5. Selecione “não sou um robô”
  6. Clique em enviar
  7. O sistema irá enviar sua senha para o e-mail cadastrado em seu registro junto ao CRM.

 Selecione a opção: Certificado Digital e confira seus dados.

Uma vez dentro do CRM Virtual, selecione a opção: Certificado Digital e confira seus dados.

Selecione a aba seguinte e continue verifique os seus dados de contato, especialmente seu e-mail.

Anexe um documento comprobatório de sua identidade, preferencialmente a CNH.

Após a conclusão da solicitação, acompanhe o trâmite por meio da tela abaixo:

Sim, por meio do aplicativo VIDaaS é possível assinar documentos em PDF (até 5MB). Há um vídeo explicativo em https://www.youtube.com/watch?v=OWX0c0qaN-o.

A assinatura em documentos, no celular, fica localiza no rodapé do documento. A utilização do desktop/notebook, junto ao Adobe Reader e do VidaaS Connect, permite um melhor posicionamento da assinatura, como nos casos em que há um espaço específico para a assinatura.

Sim, mesmo que já tenha um certificado digital de outra certificadora, é possível solicitá-lo gratuitamente. Lembrando que o pedido é limitado a um certificado por CPF.

Neste caso é necessário instalar um software chamado Vidaas Connect disponível gratuitamente em https://certificado-em-nuvem.validcertificadora.com.br/

Há um vídeo explicativo sobre a instalação em https://www.youtube.com/watch?v=FY0tPgk4CY8

Há um vídeo explicativo sobre a utilização em https://www.youtube.com/watch?v=APV072hH8Lk

O cliente deve entrar em contato com o SAC nos telefones (11)3004-3454 para capitais e regiões metropolitanas ou 0800 725 4565 para as demais localidades.

Não, o certificado que está sendo oferecido pelo CFM é do tipo em nuvem e não precisa de meio físico de armazenamento. Neste caso, o médico deve procurar a empresa certificadora VALID ou outro fornecedor para adquirir o modelo A3 e solicitar a instalação em seu CIM.

Atualmente, o uso do certificado está disponível apenas no celular que foi efetuado a emissão do certificado.

  • e-CAC – Centro Virtual de Atendimento da Receita Federal do Brasil;
  • Siscomex – Sistema de Comércio Exterior;
  • Gov.br – Plataforma do Governo Federal;
  • Meu INSS – Plataforma de acesso aos serviços do INSS;
  • PROUNI – Programa Universidade para Todos;
  • Conectividade Social ICP;
  • Simplifica – Espírito Santo;
  • DIRF – Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte;
  • IRPF – Imposto de Renda de Pessoa Física;
  • SEMEF Atende – Manaus (AM);
  • Acrobat Reader – Assinar Documentos em PDF digitalmente;
  • Assinar com VIDaaS – assinar-com.vidaas.com.br;
  • SEI-C – Sistema Eletrônico de Intercâmbio do Coaf;
  • Conect SUS.
  • Junta Comercial
  • JUCESP – Junta Comercial do Estado de São Paulo;
  • JUCEP – Junta Comercial do Estado da Paraíba;
  • JUCEAL – Junta Comercial do Estado de Alagoas;
  • JUCERN – Junta Comercial do Estado do Rio Grande do Norte;
  • JUCER – Junta Comercial do Estado de Rondônia;
  • JUCETINS – Junta Comercial do Estado de Tocantins;
  • JUCEPI – Junta Comercial do Estado do Piauí;
  • JUCEG – Junta Comercial do Estado de Goiás;
  • JUCESE – Junta Comercial do Estado de Sergipe;
  • JUCEES – Junta Comercial do Estado do Espírito Santo;
  • JUCEPAR – Junta Comercial do Estado do Paraná;
  • JUCEMG – Junta Comercial do Estado de Minas Gerais.
  • Nota Fiscal Eletrônica:
  • Nota Salvador (BA);
  • STM – Sistema Tributário Municipal São Luís (MA);
  • NFSe – Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Recife (PE), Teresina (PI) e Belém (PA);
  • Nota Fiscal Paulistana – São Paulo.
  • Tribunal de Justiça:
  • e-SAJ (Acre, Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceara, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Norte, Santa Catarina e São Paulo);
  • e-PROD – Tribunal Regional Federal da Quarta Região – PR, SC e RS;
  • e-DOC – Sistema da Justiça do Trabalho;
  • E-PET – Petição Eletrônica – Superior Tribunal de Justiça.
  • Sistemas de Prontuário Eletrônico
  • Receita Médica com Você – receitamedica.com.vc
  • Prontmed;
  • Memed;
  • Nexodata;
  • TelaDoc.

Serão necessárias duas senhas:

  • Senha de identificação/revogação: cadastrada no primeiro e-mail depois de assinar o termo.
  • Senha do aplicativo VIDAAS: cadastrada ao iniciar o aplicativo pela primeira vez. Essa será a senha para utilização do certificado em nuvem.

Sim. O certificado está armazenado em nuvem e precisa ser recuperado no momento da assinatura.

As prescrições eletrônicas podem ser assinadas com certificado digital diretamente no arquivo em PDF ou com uso sistemas, sites ou aplicações específicas para esse fim. O CFM tem uma solução em  https://prescricaoeletronica.cfm.org.br/

Sim. O certificado é de propriedade do médico e pode ser utilizado, por exemplo, em sites do Governo Federal, como a Receita Federal, ou em sistemas que o reconhecem, como o de Prescrição Médica, ou mesmo assinar documentos digitalmente, que passam a ser reconhecidos legalmente. Contudo, não pode ser utilizado para representar uma pessoa jurídica por se tratar de tipo E-CPF.

A adesão não tem caráter obrigatório, ou seja, é opcional. Trata-se de um benefício do CFM concedido aos médicos regularmente inscritos.

Uma vez solicitada e aprovada a emissão do certificado digital, o médico receberá três e-mails com orientações acerca das etapas do processo.

 No primeiro e-mail, que sinaliza o início das três fases de emissão do certificado,  o médico será orientado a aceitar o termo de titularidade e a realizar o cadastro da senha de identificação/revogação.

Orientamos que sejam utilizados de oito a dezesseis caracteres e que não incluam os especiais. Vide imagens a seguir:

Primeiro e-mail – Inicia a validação dos dados do Médico

No segundo e-mail o médico será orientado a baixar o aplicativo:

Após a instalação, o médico receberá um terceiro e-mail, que tratará da confirmação da emissão do certificado digital juntamente com o termo de titularidade.

3º e último e-mail – Certificado instalado e pronto para o uso.

Abra sua loja de aplicativos e procure por Vidaas e faça a instalação.

Selecione [1º acesso] e crie sua senha de acesso (utilizada para abrir o aplicativo) com no mínimo seis caracteres, podendo-se usar números, letras e os especiais.

Em seguida insira o número do ticket recebido por e-mail e a senha recém-criada.

Aguarde a breve validação das informações e visualize os dados de seu certificado digital disponível em nuvem.

Certificado instalado e pronto para uso.

O aplicado Vidaas, assim como os app bancários, requerem senha de acesso ou biometria, sendo impossível sua adulteração. Lembrando que a senha do certificado é pessoal e intransferível.

Não há problema. O aplicado Vidaas pode ser baixado em outro celular. O usuário deve selecionar a opção importar certificado, introduzir sua senha e seguir as orientações do app. Há um vídeo explicativo em https://www.youtube.com/watch?v=fAbIxYa3mo0 e um guia ilustrado neste documento sobre como importar credenciais.

Sim, veja o vídeo explicativo em https://www.youtube.com/watch?v=0P05fOUYK7c

O certificado é inviolável e tão seguro quanto sua senha bancária, contudo, o usuário deve assegurar a privacidade de seu uso, não divulgando sua senha ou compartilhando o aplicativo com terceiros.

O Certificado provido gratuitamente pelo CFM não requer um meio físico de armazenamento como um token ou cartão por estar armazenado em nuvem e ser utilizado por meio do app VidaaS no smartphone. Contudo, se o solicitante tiver interesse em outro tipo de certificado deve procurar diretamente uma autoridade certificadora de seu interesse.

Abra o arquivo PDF em um computador ou notebook utilizando o Adobe Reader. Na aba de ferramentas, clique em certificado, no painel de assinaturas serão exibidas as assinaturas digitais. Adicionalmente pode-se utilizar a ferramenta disponível no site https://verificador.iti.gov.br/verifier-2.7/ mantido pelo Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI),a autoridade nacional neste tema, que atesta a legitimidade do documento assinado.

Precisa de ajuda?

Entre em contato via formulário ou nos telefones abaixo:

Regiões metropolitanas: 3004-3454
Demais localidades: 0800 725 4565


SAC VALID: Atendimento das 7:00 as 23:59 de seg a sex.
Sab, dom e feriados das 9:00 as 22:00.